quinta-feira, novembro 13, 2008

É a crise...

Não gosto nada do caminho que isto leva quando este blog entra no modo "i told you so”, até porque não gosto nada de me repetir, mas é inevitável.
Senão comparem… Em Maio de 2006 escrevi o seguinte post:

Desculpe?!?

Será que ouvi bem? O governo vai assinar um protocolo para a exploração mineira em Aljustrel? Vamos ajudar a formar toda uma nova geração de mineiros para os desiludir daqui a 10 ou 15 anos?

Enganei-me, não foram 10 ou 15 anos e agora posso escrever i told you so, porque as minas de Aljustrel vão suspender a laboração e prepara as rescisões habituais de funcionários uma vez que vai entrar em “care and maintenance”…
Também mais lá para trás discutimos, uma ideia que continuo a manter, mas que provavelmente ainda teremos de discutir no futuro, que muitos dos apoios e isenções fiscais que visam atrair investimento estrangeiro acabam por resultar em jogos de soma nula para o país.
Este caso das minas de Aljustrel e Neves Corvo é um gritante exemplo disso.
O modelo de desenvolvimento de que tanto se fala nunca me pareceu que devesse estar suportado por mão-de-obra intensiva como a mineira e a de outros sectores, mas ainda assim o investimento de uma qualquer empresa mineira estrangeira lá se fez.
O que prova o encerramento das minas são duas coisas fundamentais:
Primeiro: O governo na sofreguidão por atrair investimento estrangeiro, qual panaceia para todos os males (já foi chão que deu, melhores, uvas) não avalia correctamente o potencial de criação de riqueza das áreas onde os investidores estão dispostos a apostar.
Segundo: O modelo de desenvolvimento português tarda em perceber-se objectivamente qual é.

2 comentários:

macedo disse...

Bom... realmente em 2006 estavas muito optimista... 10 ou 15 anos? :-)

José Raposo disse...

Normalmente é geracional :) e isso das gerações passarem é uma coisa que leva o seu tempo...
De qualquer forma, nem eu, que sou um gajo pessimista, consegui imaginar que isto durasse pouco mais de dois anos...