quarta-feira, março 07, 2007

Ironia do destino

Não consigo deixar de esboçar um sorriso sempre que alguma direita, ora mais liberal, ora mais conservadora, se preocupa com a concentração da tutela de serviços de informação e forças policiais no Primeiro-ministro.
Sinal da ironia dos tempos em que vivemos e de como se exige alguma coerência na vida política.
Prometo abordar este assunto mais á frente...

1 comentário:

pdamásio disse...

Acho bem que abordes...até para esclareceres bem o que defendes neste aspecto. Mesmo que teoricamente o centro-direita tenha defendido essa concentração, a verdade é que nunca o fez apesar de já ter tido muitos anos de poder pós-revolução (ou estarias a falar do tempo do "outro senhor"?). Branquear o Engenheiro destas propostas mais autocráticas, com este "postzinho" (no meio dos teus brilhantes posts)...e que não está certo ;)