sexta-feira, dezembro 15, 2006

Acontecimento (político) do ano 2006


Janeiro foi um mês estranho. Nevou em todo o país, Mozart fez 250 anos, o Hamas chegava ao poder na Palestina e Bacelet no Chile. Ouvimos falar pela primeira vez no MIT e do envelope 9. Aqui em casa nascia o Terminal do Suburbano (que insiste até hoje em não estar devidamente actualizado), e O Eleito fechava as portas. Cavaco ganhou as presidenciais e a blogoesfera tornou-se uma seca...
Claro está que o acontecimento político do ano foi a eleição de Cavaco para a presidência. Já o povo simples dizia nessa noite fria de Janeiro à porta do CCB “Eu e o meu marido somos reformados e temos artrite reumatóide e espero que ele faça algo de bom por nós.” E o Presidente não tem desiludido os que sofrem de reumático...
Atento às dificuldades do país real, Cavaco lançou a sua versão de presidência aberta, os Roteiros, que aos poucos têm vindo a chamar a atenção para assuntos sociais como a exclusão.
Com discursos fortes nos momentos certos e com um maior sentido da protocolaridade do lugar, tem vindo a marcar o seu estilo na presidência.
Ainda que se espere que, tal como todos os outros, não haja nada de relevante a dizer do primeiro mandato, Cavaco já defraudou as expectativas de uma parte substancial do seu eleitorado, daqueles outros partidos que o apoiaram. Todos aqueles que não esperavam ver uma tão grande proximidade ou até sintonia com o governo.
Mas afinal é natural até porque apoiar Cavaco era um tiro no escuro. O homem não disse nada, por isso chegado lá pode fazer o que entender e agradar a quem quiser para chegar ao segundo mandato...

5 comentários:

cuotidiano disse...

... E vai lá chegar com o apoio do Sócrates, estava capaz de apostar.

monge_galileu disse...

LOL

pdamásio disse...

Correcções:
a) Se Cavaco entrasse em diferendo com Sócrates é que seria estranho para o seu eleitorado (leia-se os 50% que votaram nele nesta eleição), porque, Sócrates governa bem ao centro...e foi o centro que elegeu Cavaco;
b)O centro-direita e a direita, votaram em Cavaco porque não tinham alternativa (ou não quiseram ter)..logo estariam sempre desiludidos!;
c)O centro-esquerda e a esquerda pulverizaram-se em candidatos que não corresponderam (não evitaram a eleição de ACS) logo só têm de estar calados..ou fazer o habitual: denegrir a imagem de alguém que não é do seu "espaço";
d)Soares ou Alegre que relacionamento teriam com Sócrates??..no mínimo, conflituoso ou hipócrita...mas sempre uma incógnita total!

Resumindo, Cavaco está a ser fiel ao seu estilo (com defeitos e criticável, claro..como qualquer outro) mas essencialmente fiel à sua matriz social-democrata...e essa é tanto do PS moderado como do PSD moderado !!!!..logo: está a provar merecer o cargo, não desilude..e essencialmente...não engana!!!

Eufrásia Georgina disse...

Adoro estas fotos do reino animal, o primeiro voo é um momento único na vida de uma ave (por muito rara que seja), reparem como esta estica as assas em busca de uma brisa favorável pronta para se lançar no vazio, na sua cara podemos ver alguma apreensão disfarçado por um sorriso quase digno de um anuncio a uma qualquer pasta de dentes (só faltam mesmo os dentes)... uma bela foto sem duvida.
Desculpem comentar a foto e não o texto...
PS- O que está a Drª Maria Cavaco Silva a fazer ajoelhada? Será promessa?

Personagem de Fricção disse...

Linda foto em lindas cores da moda. A Maria mai-lo Aníbal, exultantes de felicidade. Finalmente no Palácio, valeu a pena a luta e a labuta para lá chegar. Eles merecem, eles acreditam que Portugal pode ser maior. Eles já acreditavam no tempo em que estavam em S.Bento. O país está na mesma, mas não faz mal, o que é preciso é ter chegado a Belém. E depois, aquele sentido de humor do homem, nem sei explicar, é...contagiante!