sexta-feira, dezembro 22, 2006

Mensagem de Natal

Aqui à atrasado, era habitual eu pôr-me para aqui com umas mensagens lamechas de Natal, pelo menos mais lamechas que esta...

Alguns dos que agora vão receber esta mensagem, lembrar-se-ão que eu tinha a mania que era uma espécie de Cardeal Patriarca alternativo e que por isso tinha de fazer chegar aos meus amigos momentos de reflexão natalícia, apropriados a esta altura em que tanta gente apenas se recorda da parte consumista da coisa.

Agora que perdi o encanto pela vida de pastor alternativo (cruzes, credo, canhoto) as minhas mensagens de Natal serão naturalmente mais simples e menos simbólicas ou até filosóficas.

O Natal, apesar de ser uma festa religiosa, pode e deve ser comemorado por crentes e não crentes como aquilo que realmente é, um sentimento.
Um sentimento de Paz, de recolhimento e de família, por mais que eles nos possam dar cabo do juízo, e um momento (ainda que escasso) para lembrarmos aqueles que têm menos sorte que nós.

A todos os meus amigos, aos nossos leitores (acidentais e fiéis), aos nossos colegas bloggers (até ao Pacheco Pereira) e à blogoesfera em geral, desejo o melhor que o Natal tem para dar :)

6 comentários:

Susana Barbosa disse...

Gostei da sua mensagem!
... então, Bom Natal!, o melhor, para si também :)

MGomes disse...

Um Bom Natal também para si e Um Optimo Ano Novo.

Nuno Guronsan disse...

Aleluia,Pastor, aleluia! Eu vi o Natal e ele tinha a forma de uma rabanada!!!

Amigo, um feliz Natal para ti também e para aqueles que mais amas.

Miguelinho disse...

Mestre Rap um grande Natal pata ti e para os teus companheiros suburbanos!

o anónimo do costume disse...

O Guronsan rendeu-se aos doces, o segundo pior pecado natalício a seguir ao consumismo... pecador!
Agora que já fecharam as lojas, venho até aqui desejar-vos um Feliz Natal, mas rapidinho que tenho que ir ali para a mesa...

Nuno Guronsan disse...

Não será bem uma rendição, trata-se sobretudo de uma absorção... E eu ainda não saí da mesa... Olha,olha, mais um confeito... Volto já!

Um grande abraço de Natal a todos os suburbanos deste blogue. Ah, e para os anónimos do costume, é claro :)