quarta-feira, janeiro 31, 2007

Eu avisei...

E não foram poucas as vezes que avisei aqui que Manuel Pinho tinha de sair deste governo, devido à sua gritante incompetência para gerir projectos, pela sua incapacidade de lidar com os problemas sozinho e principalmente devido à sua gigantesca bocarra.
Agora não há alternativa, Manuel Pinho tem de sair.
Não é possível continuar a manter no governo um sujeito que consecutivamente ameaça a existência de qualquer projecto económico, se ele existe, para dinamizar a economia e o país. Não é possível manter no governo um homem que se tornou motivo de chacota nacional.
O Primeiro-ministro não pode corroborar estas afirmações escandalosas sobre os salários e fundamentalmente sobre as expectativas futuras desses salários e sobre o carácter supostamente mole dos trabalhadores portugueses, sob pena de isso legitimar totalmente as dúvidas que se manifestam na rua, de muito sectores profissionais e dos portugueses em geral sobre o trabalho do governo.
Sócrates não só tem de por o ministro na rua, como tem de fazer o correspondente acto de contrição público, que esclareça devidamente o que se passa naquele ministério.

1 comentário:

o anónimo do costume disse...

Com este post, até me dispensas de esbanjar a tradicional "verborreia" contra o governo...
Agora, a manter-se o senhor, resta-nos especular sobre os motivos: se é a célebre teimosia do senhor primeiro-ministro que o levará à recusa da remodelação, ou a não menos famosa arrogância e a tendência política assumida, que o farão concordar com os argumentos do seu ministro...